Comparação entre custos de implantação de dois modelos de restauração florestal em Pernambuco

Autores

  • D. F. S. Lira
  • L. C. Marangon
  • R. L. C. Ferreira
  • G. P. Marangon
  • E. A. Silva

Palavras-chave:

Restauração florestal, custos, modelos

Resumo

O pleno conhecimento dos custos de produção de qualquer atividade da economia assume importante papel no processo de decisão de determinado empreendimento econômico. Com isto este trabalho teve como objetivo avaliar os modelos de restauração florestal de plantio sucessional em linhas com diversidade de espécies ou mais comumente conhecido como Plantio Total (PT) e o de condução e indução da regeneração natural (RN) instalados nas margens da barragem do Rio Siriji, em Vicência, Pernambuco em relação aos seus custos de implantação. Em média foi observado um valor de R$ 8.537,24 /ha chegando a um total de R$ 42.686,20 para a implantação do primeiro módulo do modelo sucessional de plantio em linhas com diversidade de espécies e para a implantação do primeiro módulo do modelo de condução e indução da regeneração natural o custo médio foi de R$ 2.131,09/ha, com um total de R$ 10.655,45. Os modelos de recuperação possuem características e qualidades individuais que propiciam seu estabelecimento e para cada caso em especial dependendo da necessidade da aplicação da restauração pode-se optar por custos inferiores, todavia tais modelos separados podem demonstrar alguns pontos de fragilidade e, para esta área, juntos conseguem suprir suas necessidades e garantir o sucesso da recuperação florestal.

Downloads

Publicado

2012-07-27

Como Citar

Lira, D. F. S., Marangon, L. C., Ferreira, R. L. C., Marangon, G. P., & Silva, E. A. (2012). Comparação entre custos de implantação de dois modelos de restauração florestal em Pernambuco. Scientia Plena, 8(4(b). Recuperado de https://www.scientiaplena.org.br/sp/article/view/994

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.