Gestão de resíduos institucionais: como eliminar a opção aterro

manfred fehr, marilda resende melo

Resumo


Relata-se uma pesquisa cujo objetivo foi construir um modelo de gestão descentralizado de resíduos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Campus Uberlândia, a fim de demonstrar a aplicação local da sétima Meta de Desenvolvimento do Milênio que preconiza garantir a sustentabilidade ambiental. A pesquisa se ancorou em um sistema de comunicação dialógica entre pesquisadores e pessoas da comunidade envolvida para minimizar a quantidade de resíduos encaminhados ao aterro sanitário local. Como resultado, todos os resíduos gerados no Campus, com exceção dos resíduos de serviços de higiene e saúde, foram desviados do aterro. Os resíduos inertes foram encaminhados aos atores da logística reversa, e os resíduos biodegradáveis foram transformados em composto no recinto do Campus. O modelo gerencial está disponível para aplicação em outras instituições.


Texto completo:

pdf

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.