Em busca da sustentabilidade: Mensuração e avaliação da dimensão social em assentamento agroextrativista no Estado de Sergipe

José Ubiratan Rezende Santana, Laura Jane Gomes, Ítalo César Almeida Carvalho

Resumo


Várias proposições foram operacionalizadas com a finalidade de mensurar a sustentabilidade em diversas escalas, desde locais a globais, uma delas é o uso de indicadores de sustentabilidade, ferramentas importantes que permitem mensurar as modificações antrópicas num determinado sistema e comunicar, de forma simplificada, o estado deste em relação aos critérios e às metas estabelecidas para avaliar a sustentabilidade. O presente estudo teve como objetivo subsidiar uma forma de mensurar a sustentabilidade das famílias de agricultores inseridos no contexto agroextrativista, tendo como foco a análise da dimensão social, por meio do uso da metodologia MESMIS. Foram selecionados 15 indicadores de sustentabilidade social divididos em duas categorias: acesso aos serviços públicos básicos e Inserção em formas organizativas. Foram encontradas fragilidades e potencialidades no contexto agroextrativista, assim como, a formação de índices baixos de sustentabilidade na categoria Inserção em formas organizativas.


Palavras-chave


Agricultura Familiar; Agroextrativismo; Indicadores de Sustentabilidade

Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.